Municípios recebem ações itinerantes da Agência de Fomento de Roraima

.A Agência de Fomento do Estado de Roraima (Aferr) leva serviços itinerantes aos municípios do estado.

26/09/2016

A Agência de Fomento do Estado de Roraima (Aferr) leva serviços itinerantes aos municípios do estado. A ação faz parte das iniciativas voltadas para as regiões afetadas pelas queimadas. Entre as ações está a concessão de crédito e financiamentos para os produtores rurais. O diretor-presidente da Agência, Weberson Pessoa, informou que a intenção é ajudar o produtor na recuperação das propriedades.

A Agência possui linhas de crédito que estipulam um valor médio entre R$ 20 e R$ 25 mil para o fomento destas propriedades rurais. A prioridade nesse financiamento seria a construção de poços artesianos. A Aferr também dispõe de financiamento para investimento em pequenas áreas, para que eles voltem a cultivar como estavam antes da estiagem e das queimadas.

“A Agência de Fomento por ter em sua essência o desenvolvimento e o fomento do estado, intensificou o trabalho, principalmente, nas regiões mais atingidas pela estiagem e pelas queimadas de forma a atender os produtores, pois entendemos que este é um fenômeno natural que foge ao nosso controle”, explicou Pessoa, ao acrescentar que a ideia é que cada propriedade atendida pelas linhas de crédito tenha um poço artesiano para não sofrer prejuízo.

Para a realização das ações itinerantes, a Aferr está dispondo de um ônibus doado pelo Tribunal de Justiça de Roraima, que se tornou uma agência móvel para percorrer os municípios do estado. O ônibus vai até as localidades atingidas e faz o cadastro dos produtores rurais de forma a possibilitar a liberação do crédito.

Para ter acesso às linhas de crédito, o produtor deve apresentar documento de identidade, Cadastro de Pessoa Física (CPF), não é necessário possuir título definitivo da área tendo em vista que algumas ainda estão em fase de titulação. “Serve um licenciamento ambiental, um contrato de arrendamento, um documento da Prefeitura que comprove a atividade agrícola ou outro que comprove a posse da área”, detalhou.

O presidente explicou ainda que a Aferr está disponibilizando R$ 2 milhões para iniciar as operações. A prioridade será, inicialmente, as regiões mais atingidas pelas queimadas como as Vilas Rouxinho, Campos Novos, Entre Rios e os municípios de RorainópolisSão João da BalizaSão Luiz e Caroebe.

“Mas o crédito está aberto a produtores de todas as regiões. Estamos atuando em parceria com a Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa) por meio das Casas do Produtor Rural, principalmente, nas regiões mais atingidas pela estiagem e pelas queimadas. Nosso objetivo é mudar a realidade destes locais e garantir a produção e distribuição de renda”, finalizou.